Salários de até R$ 4 mil

Deputado alagoano

Davi Maia repete iniciativa do senador Rodrigo Cunha
08/02/2019

Deputado alagoano abre seleção para cargos de seu gabinete na Assembleia

Salários de até R$ 4 mil

Deputado alagoano abre seleção para cargos de seu gabinete na Assembleia

Davi Maia repete iniciativa do senador Rodrigo Cunha

Assim como fez o senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL) desde seu primeiro mandato na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), o deputado estadual Davi Maia (DEM-AL) anunciou nesta sexta-feira (8) o processo seletivo para cargos de seu gabinete, com a promessa de cumprir um mandato participativo e transparente. A seleção para cargos com vencimentos que vão de um salário mínimo a R$ 4 mil acontece a partir do dia 13 de fevereiro e vai até o final de março. O parlamentar de oposição ao governador Renan Filho (MDB-AL) anunciou vagas para assessor jurídico, designer gráfico, e estagiários das áreas jurídicas, de comunicação e ambiental, que ocuparão cargos comissionados. E a seleção pública será coordenada pelo Legisla Brasil, uma organização que afirma ser suprapartidária, sem fins lucrativos, com foco na potencialização do acesso de talentos à política, do acesso transparente ao Legislativo, para oxigenar a política brasileira. Os interessados em se candidatar às vagas devem se inscrever entre 13 e 28 de fevereiro. E os aprovados em uma primeira etapa da seleção serão entrevistados online entre os dias 06 e 14 de março. A fase final será uma entrevista com a equipe do deputado, entre 15 e 20 de março. As nomeações dos selecionados ocorrerão até 31 de março. “Sempre defendi a gestão pública transparente e próxima da população. E, não poderia fazer diferente no meu mandato. Esses serão quatro anos de muito trabalho e espero que os alagoanos construam junto comigo”, afirmou Davi Maia, através de sua assessoria de imprensa. O parlamentar deverá divulgar as informações para a inscrição na seleção no site www.davimaia.com.
07/05/2018

Rodrigo Cunha decide ingressar em duelo majoritário contra Renan

ARMA ANTI-RENAN

Rodrigo Cunha decide ingressar em duelo majoritário contra Renan

Tucano anuncia na quinta-feira, 10, se vai ao governo ou Senado

Considerado a última ameaça ao projeto de reeleição da família Calheiros, em Alagoas,  deputado estadual Rodrigo Cunha (PSDB-AL) já tomou a decisão de ingressar na disputa majoritária. O parlamentar tucano comunicou sobre a decisão, nesta segunda-feira (7). Mas afirmou que somente revelará na próxima quinta-feira (10), se disputará contra a reeleição do governador Renan Filho (MDB), ou contra a do senador Renan Calheiros (MDB-AL). Reconhecido nacionalmente entre os 50 políticos mais promissores e modernos do Brasil, Rodrigo Cunha prorrogou o anúncio de sua trincheira da batalha eleitoral para quinta, porque aguarda o retorno de viagem do prefeito de Maceió e presidente do PSDB em Alagoas, Rui Palmeira, que está em Niterói-RJ, participando de encontro da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP). “Apesar de já ter definido sobre a minha candidatura nas próximas eleições, e em respeito ao prefeito Rui Palmeira que é presidente do meu partido e está em viagem, aguardarei seu retorno na quinta-feira para juntos anunciarmos o próximo passo”, disse Rodrigo Cunha, ao Diário do Poder. Deputado estadual mais votado em 2014, Rodrigo Cunha é protagonista, quase que isolado, na oposição ao governador Renan Filho, na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE). Ele nega ter entrado na política movido por interesses carreiristas, mas está sendo empurrado pela oportunidade de alçar voo a uma grande disputa, seja contra o governador Renan Filho, ou em um duelo contra a reeleição de Renan Calheiros, sua antítese no atual contexto da política nacional. Rodrigo Cunha se tornou a última esperança de fortalecer a oposição contra os Calheiros, em Alagoas, depois que o prefeito de Maceió, Rui Palmeira decidiu não renunciar ao mandato de prefeito, bem como depois de o procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Menconça Neto, também recuar da renúncia à carreira no Ministério Público de Alagoas e ao sonho que tinha de se eleger senador por Alagoas.