Desabamento de 2 prédios

corpo

Mais um corpo foi encontrado hoje nos escombros dos dois edifícios que desabaram na sexta-feira
15/04/2019

Sobe para 11 o número de mortos na tragédia em Muzema no Rio

Desabamento de 2 prédios

Sobe para 11 o número de mortos na tragédia em Muzema no Rio

Mais um corpo foi encontrado hoje nos escombros dos dois edifícios que desabaram na sexta-feira

Na manhã de hoje (15) às 10h30 foi retirado mais um corpo dos escombros dos dois prédios que desabaram na sexta-feira na comunidade da Muzema, na zona oeste do Rio de Janeiro. Trata-se do corpo de uma mulher. Com isso sobe para 11 o número de mortos na tragédia e 13 pessoas estão desaparecidas. Dos oito sobreviventes, quatro permanecem internados, sendo três do  Hospital Miguel Couto e uma mulher no Lourenço Jorge. Ela está em estado grave. Outras duas pessoas que foram resgatadas com vida não resistiriam aos ferimentos e morreram no hospital. Antes das 9h houve troca de turno nas equipes de busca. O local do desabamento, que é a última rua do condomínio Figueiras do Itanhangá, permanece parcialmente interditado. Um total de 13 prédios foram interditados e os moradores só podem entrar por poucos minutos, para retirar alguns pertences. Segundo moradores, a Defesa Civil os informou que a área ficará interditada enquanto os trabalhos de busca estiveram acontecendo. (ABr)
31/07/2018

Corpo de estudante morta na Nicarágua chega na próxima sexta-feira

Nicarágua

Corpo de estudante morta na Nicarágua chega na próxima sexta-feira

O funeral será no Cemitério Morada da Paz, na região metropolitana do Recife

O corpo da estudante pernambucana assassinada na cidade de Manágua, na Nicarágua, no último dia 23, Raynéia Gabrielle Lima, chegará ao Recife na madrugada da próxima sexta-feira (03). O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa na tarde de hoje (31) pelo secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico. O funeral será no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na região metropolitana do Recife, às 1h, do mesmo dia. De acordo com o secretário, o corpo sairá de Manágua às 14h30, com parada na capital do Panamá, de onde parte às 18h15, sempre no horário de Brasília, com destino ao Brasil. A chegada ao Recife está prevista para as 00h35 da sexta-feira. “O governo de Pernambuco conclui definitivamente a sua participação neste caso, no que tange ao translado do corpo de Raynéia para o Brasil”, afirmou Eurico. Segundo o secretário, as despesas do traslado, que estão sendo custeadas pelo governo de Pernambuco, totalizaram R$ 16.273,16. O secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco disse, durante a coletiva, que as despesas deveriam ser arcadas pela União, que não se mostrou disponível para colaborar neste sentido. “Essa era uma obrigação do Estado Brasileiro, que teve que ser assumida pelo governo de Pernambuco”, afirmou. Ele disse ainda que o Centro Estadual de Apoio às Vítimas de Violência (CEAV), que presta apoio psicológico e jurídico à mãe de Raynéia, Maria José da Costa, auxiliará no transporte da aposentada ao Recife para receber o corpo da filha. Explicações do Itamaraty Por meio de nota, o Ministério das Relações Exteriores explicou que empenhou-se para que todas as providências relativas à liberação do corpo da estudante brasileira pudessem ocorrer da maneira mais rápida possível. Ainda de acordo com o ministério, a Embaixada do Brasil em Manágua manteve contato com as autoridades locais envolvidas no caso e expediu prontamente a documentação pertinente, além de ter prestado apoio consular aos familiares da cidadã falecida. “No caso de brasileiros falecidos no exterior, no entanto, não existe previsão legal para que o governo federal custeie o repatriamento dos restos mortais. Nesse sentido, os esforços do governo de Pernambuco foram fundamentais para que o corpo de Raynéia pudesse ser trasladado para o Brasil”, diz o texto enviado pelo Itamaraty. Entenda o caso A estudante brasileira Raynéia Gabrielle Lima foi morta, na noite de segunda-feira (23) da semana passada, com um tiro no peito que, segundo o reitor da Universidade Americana (UAM), Ernesto Medina, foi disparado por um “um grupo de paramilitares” no sul da capital Manágua. A Nicarágua vive uma crise sociopolítica com manifestações que se intensificaram desde abril. Os manifestantes pedem a saída do presidente Daniel Ortega, que se mantém há 11 anos no poder, em meio a acusações de abuso e corrupção. A repressão aos protestos populares já deixou entre 277 e 351 mortos, de acordo com organizações humanitárias locais e internacionais. O assassinato da estudante brasileira ocorreu horas depois de o reitor participar de um fórum no qual disse que o crescimento econômico e a segurança na Nicarágua, antes da explosão dos protestos contra Ortega, em abril, “era parte de uma farsa” porque “nunca houve um plano que acabasse com a pobreza e a injustiça”. O governo de Daniel Ortega foi acusado pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) e o Escritório do Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos (Acnudh) pelos assassinatos, maus tratos, possíveis atos de tortura e prisões arbitrárias ocorridas em território nicaraguense. (ABr)
08/05/2018

Bombeiros localizam segundo corpo no desabamento em SP

Uma criança

Bombeiros localizam segundo corpo no desabamento em SP

Vítima encontrada estava carbonizada e aparenta ser uma criança

O Corpo de Bombeiros localizou no início da manhã de hoje (8) o segundo corpo das vítimas do desabamento do edifício Wilton Paes de Almeida, no centro da capital paulista. O corpo encontrado estava carbonizado e aparenta ser de uma criança. As escavações no local foram intensificadas onde o corpo foi encontrado, já que existe chance de que outras vítimas sejam encontradas. Há a possibilidade de que essa criança seja um dos gêmeos que moravam com a mãe no edifício. O outro corpo já retirado foi de Ricardo Pinheiro. Os bombeiros consideram, agora, que seis pessoas possam estar ainda sob os escombros. A Defesa Civil, por sua vez, conta como desaparecidas 72 pessoas – aquelas que ainda não se apresentaram às autoridades e constavam como moradoras do edifício no último levantamento feito pela prefeitura antes de o prédio ruir. No entanto, isso não significa que todas elas estivessem no local no momento da tragédia. Os bombeiros também informaram o nome de outra vítima desaparecida, Francisco Lemos Dantas, de 56 anos, que era morador do 8º andar. Ele está sendo procurado por familiares. (ABr)
04/05/2018

Bombeiros encontram primeiro corpo nos escombros, em São Paulo

Tragédia em SP

Bombeiros encontram primeiro corpo nos escombros, em São Paulo

Prédio invadido por sem-teto desabou após incêndio, na terça

As equipes do Corpo de Bombeiros localizaram no final da manhã de hoje (4) a primeira vítima nos escombros do edifício Wilton Paes de Almeida, que desabou após um incêndio na madrugada da ultima terça-feira (1º). Parte do corpo da vitima está soterrada no local identificado como setor 1, local em que as equipes de resgate concentram as buscas manuais pela queda do morador conhecido como Ricardo, que caiu quando tentava ser resgatado.  Ontem por volta das 14 horas, a cadela Vasty identificou um sinal de vítima neste setor. As equipes de Buscas e Resgate em Estruturas Colapsadas (BREC) investiram na retirada dos escombros e as equipes encontraram a primeira vítima fatal. Durante a madrugada, 5 máquinas auxiliaram na retirada dos escombros. Os entulhos do prédio que desabou formam uma montanha de 15 metros de altura. Uma equipe com mais de 40 homens trabalharam na madrugada, quando atingiram escombros habitados por moradores, já que começaram a ser encontradas roupas dos moradores e botijões de gás. Incêndio O incêndio que causou o desabamento do edifício Wilton Paes de Almeida, na última terça-feira (1º), foi causado por um curto-circuito em uma tomada de um cômodo no quinto andar. O espaço era ocupado por uma família de quatro pessoas. Segundo o secretário de Segurança Pública de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho, o pai e uma criança ficaram feridos com queimaduras graves. “O incêndio começou no quinto andar, em um cômodo que era ocupado por uma famílias, quatro pessoas, duas dessas pessoas sofreram ferimentos e foram levadas para o hospital. Uma para a Santa Casa e outra para o Hospital das Clínicas”, disse. O estado da criança, que tem 3 anos de idade, é grave. Ela foi socorrida pelo pai, que está com dois terços do corpo queimados. “Mas está em uma situação aparentemente melhor que a da criança”, informou o secretário. De acordo com Barbosa Filho, três aparelhos estavam ligados na tomada onde ocorreu o curto-circuito: um micro-ondas, uma geladeira e uma televisão. “Não foi uma briga de casal [como chegou a ser cogitado inicialmente], o que aconteceu foi a fatalidade, em um prédio que tinha diversas irregularidades, essa tomada ligava três aparelhos, terminou vitimando a família que ocupava esse cômodo”. O secretário disse que a mãe, que foi ouvida pela polícia, conseguiu salvar o outro filho, um bebê. (ABr)