Transporte de propina

carro

Veículos teriam sido usados para o pagamento de propinas
11/01/2019

Rastreadores de carros de Palocci podem provar delações

Transporte de propina

Rastreadores de carros de Palocci podem provar delações

Veículos teriam sido usados para o pagamento de propinas

As delações do ex-ministro Antonio Palocci têm como provas dados dos rastreadores dos carros do petista, segundo a jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo. Isso porque os veículos teriam sido usados para o pagamento de propinas. Palocci assinou na quarta-feira, 9, o seu terceiro acordo de colaboração premiada, desta vez com a força-tarefa da Operação Greenfield, do Ministério Público Federal de Brasília, que investiga esquema de fraude em fundos de pensão. Ele entregou os dados dos rastreadores para os procuradores. Com as informações, os investigadores podem cruzar datas de movimentações financeiras com os trajetos feitos nos dias específicos. As informações também foram usadas por policiais federais de Curitiba e de Brasília, nos outros dois acordos celebrados por Palocci.
07/01/2019

Palocci decide viajar de carro a Brasília para depor

Medo de exposição

Palocci decide viajar de carro a Brasília para depor

Ex-ministro cumpre prisão domiciliar em São Paulo e depõe neste momento sobre fundos de pensão

O ex-ministro petista Antonio Palocci presta depoimento nesta segunda-feira, 7, em Brasília, sobre fraudes em fundos de pensão vinculados a empresas estatais, investigadas em processo derivado da Operação Greenfield. Delator da Operação Lava Jato, há expectativa de que ele negocie um novo acordo de delação premiada no âmbito da Greenfield. Palocci chegou à sede da Procuradoria da República no Distrito Federal por volta das 9h30 e ficará em Brasília até quarta-feira, 9. O ex-ministro viajou de carro de São Paulo até Brasília para evitar exposição em público. Palocci foi ministro da Fazenda no governo do ex-presidente Lula e da Casa Civil no governo da ex-presidente Dilma Rousseff. Ele está em regime semiaberto diferenciado e cumpre pena em casa, desde 29 de novembro de 2018, por decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), e é monitorado por tornozeleira eletrônica.
13/11/2018

Governo abre mão de impostos de montadoras, mas preço de carro não cai

Sem contrapartida

Governo abre mão de impostos de montadoras, mas preço de carro não cai

No programa Rota 2030, o único compromisso das montadoras é investir R$5 bilhão no próprio negócio, em pesquisa e desenvolvimento. Enquanto o governo não arrecada, concessionárias anunciam “carro popular” a R$40 mil como promoção. Com opcionais, vai a R$70 mil. No Nordeste, descontos do Regime Especial Automotivo poderão ser usados como crédito para não pagar o IPI devido aos governos locais.
27/10/2018

Ibaneis entra com ação contra Rollemberg por uso irregular da máquina administrativa

Campanha eleitoral

Ibaneis entra com ação contra Rollemberg por uso irregular da máquina administrativa

Carro do GDF teria se envolvido em acidente de trânsito com material eleitoral do governador no seu interior

O candidato ao governo do Distrito Federal Ibaneis Rocha (MDB) ingressou neste sábado, 27, com mais uma ação de investigação eleitoral contra o Rodrigo Rollemberg (PSB), candidato à reeleição, por abuso de poder por suposto uso de bem público na campanha. Na ação, advogados de Ibaneis afirmam que, na véspera do primeiro turno, em 6 de outubro, um veículo descaracterizado da Defesa Civil do Distrito Federal transportava materiais de campanha de Rollemberg quando se envolveu em um acidente. De acordo com o documento, após a polícia comparecer ao local e antes da chegada da perícia, um agente do órgão do GDF retirou do interior da viatura cartazes de propaganda política do socialista e guardou em outro lugar. Com base no texto, houve infração da lei eleitoral, que proíbe aos agentes públicos “ceder ou usar, em benefício de candidato, partido político ou coligação, bens móveis ou imóveis pertencentes à administração direta ou indireta.” A defesa do MDB pede a cassação do registro e a inelegibilidade do concorrente por oito anos. “Entrego na mão da Justiça, que eu confio. Um fato grave como aquele não poderia ter deixado de ser comunicado ao Poder Judiciário. Eles farão a apuração e, se houver crime eleitoral, farão o encaminhamento correto”, afirmou Ibaneis ao Metrópoles. O segundo turno das eleições será realizado neste domingo, 28.