Retrocesso, não

Retrocesso, não

Produtores da economia criativa, setor que avançou muito nas últimas décadas, e representa hoje mais de 5% do PIB brasileiro, estão apreensivos com o futuro da Cultura. Concordam com a fusão a outros ministérios, mas acham que juntar com Educação seria retrocesso.

André Brito
André Brito
| Atualizado