Requerimento arriscado

Requerimento arriscado

O deputado João Pizzolatti (PP-SC) investigava maracutaia no Ministério da Saúde, em 1996, quando um suspeito foi assassinado em Brasília dias depois de encontrá-lo. Preocupado, ele consultou o presidente do partido, Esperidião Amin, sobre o risco de entrar com um pedido de informações sobre a compra de remédios no Ministério da Saúde. A resposta de Amin:

– Acho que você deveria entrar com o requerimento assim mesmo. Se te matarem, pelo menos nós saberemos que estamos no caminho certo…

Redação
Redação
| Atualizado