Demorou

Presidente Temer assina decreto de extradição do terrorista Cesare Battisti

Agora só falta a Polícia Federal conseguir encontrar terrorista foragido

Presidente Temer assina decreto de extradição do terrorista Cesare Battisti

Foto: Cesar Itiberê/ PR

O presidente Michel Temer assinou o decreto de extradição do terrorista italiano Cesare Battisti, na tarde desta sexta-feira (14). A informação é da Secretaria de Comunicação Social da Presidência.

Entretanto, desde cedo, o terrorista está sendo procurado pela Polícia Federal (PF) que já o classifica como foragido, “em local incerto e não sabido”, as buscas continuam.

Mais cedo, o deputado Rubens Bueno (PPS-PR) que é presidente do grupo parlamentar Brasil/ Itália solicitou a Temer que determinasse a extradição do terrorista. “É preciso que o presidente determine a imediata extradição desse assassino, condenado pela Justiça e pelo povo italiano de todas as cores. O Brasil não pode acolher esse tipo de estrangeiro. Não há mais nenhum obstáculo para que essa decisão seja tomada”.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux determinou a prisão de Battisti na noite desta quinta-feira (13).

Lula livrou Battisti

Em dezembro de 2010, o então presidente Lula negou o pedido do governo italiano sobre a extradição de Battisti.

Cesare Battisti foi condenado duas vezes a prisão perpétua na Itália, ele é acusado da prática de terrorismo e de quatro assassinatos, além de ter deixado um adolescente paraplégico, a quem feriu a bala. Os crimes ocorreram quando ele era integrante do Partido Proletariado Comunista.

Francine Marquez
Francine Marquez
| Atualizado