Mais Lidas

Volta à Câmara

Senado aprova medida provisória da privatização da Eletrobras

Texto-base da medida provisória sofreu alterações no Senado, então volta à Câmara para nova rodada de votações

acessibilidade:
Plenário virtual do Senado aprovou a MP da privatização da Eletrobras. Foto: Agência Senado.

O Senado aprovou no final da tarde desta quinta-feira (17) a medida provisória que viabiliza a privatização da Eletrobras, a maior empresa de energia elétrica da América Latina. Os senadores aprovaram o texto-base da proposta por 42 votos a 37. Todos dos destaques que propuseram modificar o conteúdo da MP foram rejeitados pelo plenário.

O projeto agora volta para a Câmara dos Deputados, que já havia analisado a matéria. Já que o Senado propôs mudanças na proposta que chegou da Câmara, a matéria será reavaliada.

O modelo de desestatização prevê a emissão de novas ações da Eletrobras, que serão vendidas no mercado sem a participação da União, que hoje detém 60% das ações da empresa. Cada acionista, após a nova emissão, individualmente não poderá deter mais de 10% do capital votante da empresa. A União também manterá uma ação de classe especial (golden share) que lhe garante poder de veto em decisões da assembleia de acionistas.

Vídeos Relacionados