Mais Lidas

Martelo batido

Renato Feder será o novo ministro da Educação do governo Bolsonaro

O secretario de Educação do Paraná chegou a dizer que aceitaria eventual convite

acessibilidade:
Convite por telefone foi feito e aceito na sexta, mas Bolsonaro avisou que seria feito um "pente fino"

O secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, será o novo ministro da Educação do governo Jair Bolsonaro. O presidente bateu o martelo e deve fazer o anúncio ainda nesta sexta-feira (3).

Renato Feder chegou a conversar com Bolsonaro dias antes de o presidente anunciar para o cargo Carlos Alberto Decotelli, demitido após a descoberta de que ele fraudou o próprio currículo. Após a conversa no Palácio do Planalto, Feder chegou a afirmar que aceitaria ser ministro, caso fosse convidado ao cargo.

O futuro ministro tem tido um desempenho muito elogiado, como secretário de Educação. No início da pandemia, implantou no tempo impressionante de duas semanas um sistema de aulas à distância na rede pública. A expectativa é que lidere iniciativas semelhantes no plano nacional.

Feder foi professor de Matemática por dez anos e durante oito anos foi diretor de escola, portanto, é alguém que conhece profundamente a realidade da educação na ponta.

O novo ministro também tem grande domínio sobre a aplicação das tecnologias na Educação. Ele chegou a abandonar suas atividades privadas para trabalhar como assessor voluntário da Secretaria de Educação do governo de São Paulo, a fim de ganhar mais experiência na gestão da Educação.

Vídeos Relacionados