Mais Lidas

Criminoso protegido

PT criou até ‘comitê’ para defender terrorista homicida Cesare Battisti

Há oito anos, esquerda criou 'Comitê de Solidariedade' ao criminoso

acessibilidade:
Políticos de esquerda bajulando Battisti, o criminoso - Foto: José Cruz/ABr)

O PT e seus “puxadinhos” criaram um “Comitê de Solidariedade” há oito anos, em defesa do bandidão italiano Cesare Battisti. A iniciativa ocorreu após o ex-presidente Lula conceder “asilo político” ao terrorista, condenado duas vezes na Itália à prisão perpétua por quatro assassinatos. Chico Alencar e Ivan Valente, do Psol, Eduardo Suplicy, José Mentor, Luiz Couto, Devanir Ribeiro e Vicentinho, todos do PT, constituíam a “bancada” de Battisti no Congresso, no governo do PT. A informação da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Ex-deputados e deputados petistas até hoje gravam vídeos em apoio a Battisti. Há até página no Facebook. Mas só tem 1.564 curtidas.

Com Eduardo Suplicy, grupo de 26 gatos pingados fez “protesto” por Battisti ano passado, na Faculdade de Direito/USP. Ninguém notou.

Além de matador, Battisti foi preso em flagrante por evasão de divisas e lavagem de dinheiro em outubro de 2017, tentando entrar na Bolívia.

Reportar Erro