Mais Lidas

CPI da Pandemia

Presidente da CPI convoca ‘reunião secreta’ antes de votação de requerimentos

Comissão decidirá sobre convocação de governadores e de ex-assessor de Bolsonaro, além da reconvocação de Pazuello e Marcelo Queiroga

acessibilidade:
O senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Pandemia. Foto: Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A CPI da Pandemia realiza, nesta quarta-feira, 26, uma sessão deliberativa destinada à votação de 142 requerimentos de informações e convocações de novas testemunhas, como governadores, especialistas e ministros.

O presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), suspendeu a sessão logo no início e chamou os senadores que compõem a comissão para uma reunião ‘secreta’.

“Eu vou suspender a reunião e nós temos uma reunião na sala 07. Eu peço aos senadores para que a gente possa se dirigir lá e fazer uma reunião secreta da Comissão, pode ser?”, disse Aziz.

Há pedidos para convocar governadores e prefeitos de locais onde existem investigações sobre desvios na pandemia.

Arthur Weintraub, ex-assessor do presidente Jair Bolsonaro, também pode ser chamado a depor. Ele é apontado como integrante de gabinete paralelo.

Os senadores também devem decidir sobre as reconvocações do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello e Marcelo Queiroga, atual titular da pasta.

Convocação de Bolsonaro

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vicepresidente da CPI, protocolou requerimento para ouvir o presidente Jair Bolsonaro. A convocação de presidente da República por CPI, no entanto, é um tema controverso no meio jurídico.

(Com informações da Agência Senado)

Vídeos Relacionados