Mais Lidas

Intérprete

Mourão minimiza fala de Bolsonaro sobre militares e democracia: ‘Mal interpretada’

Em discurso para militares, presidente afirmou que democracia só existe se as Forças Armadas quiserem

acessibilidade:
Vice-presidente, Hamilton Mourão. Foto: Reprodução/TV Globo

Após fala do presidente Jair Bolsonaro sobre as Forças Armadas e democracia, o vice-presidente, general Hamilton Mourão, afirmou que a declaração foi mal interpretada. “O presidente está sendo mal interpretado. O presidente falou que, onde as Forças Armadas não estão comprometidas com democracia e liberdade, esses valores morrem”, afirmou.

Mais cedo, em discurso para militares, durante a cerimônia comemorativa dos 211 anos do Corpo de Fuzileiros Navais, Bolsonaro disse que vai governar ao lado “daqueles que respeitam a família” e afirmou que democracia e liberdade só existe se as Forças Armadas “assim o quiserem”.

Segundo o vice-presidente, Bolsonaro quis fazer, na verdade, um paralelo entre a atuação das Forças Armadas no Brasil e na Venezuela, onde a maior parte dos militares apoia o regime de Nicolás Maduro. “É o que acontece na Venezuela. Lá, as Forças Armadas rasgaram isso aí. Foi isso que ele quis dizer”, explicou.

“Se as Forças Armadas não são comprometidas com democracia e liberdade, elas não subsistem. Está aí nosso vizinho, a Venezuela, para mostrar isso aí”, afirmou Mourão.

Questionado sobre se a fala de Bolsonaro não teve tom ameaçador, Mourão negou e disse que o Brasil é um exemplo do comprometimento dos militares com esses princípios.

Mourão não quis responder sobre outros temas, como postagens controversas de Bolsonaro durante o Carnaval.

Vídeos Relacionados