Mais Lidas

História se repete?

Homem ateia fogo em ônibus em frente ao Planalto e grita ‘Fora, Bolsonaro!’

Após atear fogo em veículo com passageiros, homem foi preso e será submetido a ‘exames mentais’

acessibilidade:
Ônibus queimado em frente ao Palácio do Planalto. Ao fundo, o Congresso Nacional. Foto: PMDF
Ônibus queimado em frente ao Palácio do Planalto. Ao fundo, o Congresso Nacional. Foto: PMDF

Um homem foi preso no início da noite desta quinta-feira (25), na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, após atear fogo a um ônibus – com passageiros no interior – em frente ao Palácio do Planalto, aos gritos de “Fora, Bolsonaro!”.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para combater as chamas e prestar socorro às vítimas e o suspeito foi detido pela Polícia Militar do Distrito Federal. Ninguém se machucou.

Segundo testemunhas, um passageiro embarcou na rodoviária, que fica a menos de 2km da Praça dos Três Poderes, com uma mochila. Ao passar em frente ao Palácio do Planalto, o homem retirou da mochila algum tipo de vasilha, derramou um líquido no assoalho do ônibus e ateou fogo. Ele então gritou “Fogo!”, desceu do ônibus, atravessou a pista e começou a gritar o que a polícia chamou de “palavras de ordem” contra o presidente em frente ao palácio.

O homem identificado como Claudio da Silva apresentou confusão na hora de falar com as autoridades e será submetido a exames no Instituto Médico Legal (IML) para averiguar a possibilidade de transtornos mentais.

A polícia não comentou sobre possíveis acusações de terrorismo com uso de líquidos inflamáveis contra um grupo de pessoas, tampouco de ato antidemocrático, ou inconstitucional, contra autoridades.

A Polícia Civil do DF agora investiga o caso.

Ônibus sofreu muitos danos internos. Foto: PMDF

Ônibus sofreu muitos danos internos. Foto: PMDF

Reportar Erro