Mais Lidas

Guerra à Covid

Heleno torce para que Bolsonaro mantenha atitude conciliadora no combate à pandemia

Agravamento da pandemia pode ter levado o presidente a perceber a necessidade de mudar, diz o ministro

acessibilidade:
General Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional GSI) da presidência da República.

O general Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência, afirmou esta manhã que também torce para que seja mantida a posição mais conciliadora de Jair Bolsonaro, demonstrada no pronunciamento à Nação, terça (23), e na reunião desta quarta (24) no Palácio Alvorada. Em ambas as ocasiões, o presidente apareceu usando máscara e defendendo a vacinação

O ministro disse também, em entrevista ao Jornal Gente da Rádio Bandeirantes, é possível que o agravamento da pandemia tenha levado Bolsonaro a perceber a necessidade de mudar.

No entanto, Augusto Heleno admite que a descrença na eficácia do lockdown continua sendo um ponto do qual o presidente não abre mão, em razão de suas preocupações com o desemprego que a paralisação de atividades acaba provocando.

O general também foi questionado sobre a declaração que parece ter sido um recado ao governo do deputado Arthur Lira, presidente da Câmara, ao mencionar que os “remédios políticos” no Congresso contra a “espiral de erros” no combate à pandemia são “conhecidos” e “amargos” e alguns, “fatais”.

Ele tentou minimizar a gravidade das palavras do presidente da Câmara, afirmando que o ambiente de preocupação, com o agravamento da pandemia, provoca tensões.

Heleno foi entrevistado na Rádio Bandeirantes pelos jornalistas Thays Freitas, Pedro Campos e Cláudio Humberto.

Reportar Erro