Mais Lidas

Desastre ambiental

Grande quantidade de óleo chega ao litoral norte de Ilhéus, na Bahia

Das cidades baianas atingidas pelo óleo, Ilhéus é a que fica localizada mais ao sul do estado

acessibilidade:

Praias do litoral norte de Ilhéus, no sul da Bahia, foram atingidas por grandes manchas de óleo na manhã desta sexta-feira, 25. Com isso, subiu para 14 o número de municípios baianos contaminados. O estado está em situação de emergência.

O óleo chegou a uma região a 7,5 quilômetros ao norte do centro de Ilhéus, em uma área próxima à fazenda Nossa Senhora. A região é conhecida por ser um dos trechos mais preservados e isolados do litoral da cidade, cercado por áreas de mata atlântica e fazendas de cacau.

No último sábado (19), o material já havia aparecido em Ilhéus e Itacaré, mas apenas na forma de pequenas pelotas e em pouca quantidade. Das cidades baianas atingidas pelo óleo, Ilhéus é a que fica localizada mais ao sul do estado.

O material que chegou nesta sexta-feira já foi recolhido das praias em uma força-tarefa que reuniu servidores da prefeitura, Corpo de Bombeiros, Marinha do Brasil e grupos de voluntários.

A prefeitura ainda não sabe estimar quanto óleo foi retirado, mas informa que foi uma quantidade grande.

“Até a ontem, havíamos recolhido pouco mais de um quilo de óleo no litoral. Hoje, foi tanto óleo que precisamos de uma pá-carregadeira para retirá-lo. Felizmente, conseguimos limpar tudo”, afirma o vice-prefeito de Ilhéus José Nazal (Rede).
Com cerca de 160 mil habitantes, Ilhéus é um dos principais destinos turísticos da Bahia e é conhecido por suas praias e pelas fazendas de cacau e fábricas de chocolate. Ficou conhecida ao servir de cenário para livros do escritor baiano Jorge Amado.

Até a quinta-feira (24), o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis) registrou manchas de óleo em ao menos 233 locais de 88 municípios dos nove estados nordestinos.

Nas últimas duas semanas, a chegada do óleo tem se concentrado nos litorais da Bahia, de Sergipe, Alagoas e Pernambuco.

Na quinta-feira (24), pesquisadores da Universidade Federal da Bahia (UFBA) divulgaram que encontraram presença do óleo nos aparelhos digestivos e respiratórios de peixes e mariscos recolhidos em locais atingidos pela substância na região metropolitana de Salvador.

A contaminação já gera prejuízos. A Bahia Pesca estima que cerca de 16 mil pescadores foram afetados, direta ou indiretamente, pelo derramamento de óleo em Salvador, Itaparica, Vera Cruz e praias do Litoral Norte, até a divisa com Sergipe.

Vídeos Relacionados