Mais Lidas

Pichada de vermelho

Vândalos emporcalham embaixada do Brasil em Londres para ‘protestar’

Jogaram tinta vermelha no prédio e picharam frases como 'chega de sangue indígena'

acessibilidade:
Grupo joga tinta vermelha e picha embaixada do Brasil em Londres. Foto: Reprodução

A embaixada brasileira em Londres foi alvo, na manhã desta terça-feira (13), de vândalos que dizem pertencer ao grupo Extinction Rebellion. Para justificar o emporcalhamento da fachada do prédio, os delinquentes alegaram danos à floresta amazônica e “violência contra os povos indígenas que vivem lá”.

Eles atiraram tinta vermelha e escreveram frases como “No more indigenous blood” (Chega de sangue indígena, em tradução livre) e “ele não”, slogan usado contra o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), eleito em 2018 pela vontade da maioria dos brasileiros.

Duas pessoas subiram em um toldo acima da entrada da embaixada, enquanto outros dois subiram nas janelas. A polícia foi chamada ao local e deteve o grupo.

Ainda de acordo com o Extinction Rebellion, o ato foi programado para coincidir com uma marcha de mulheres indígenas em Brasília. Eles também prometem ações semelhantes em embaixadas brasileiras em Chile, Portugal, França, Suíça e Espanha.

Em nota, a embaixada afirmou que o “direito de protestar é assegurado em democracias como o Brasil e o Reino Unido”, mas que o “direito de vandalizar, esse não existe em país algum”.

O comunicado segue dizendo que a embaixada ficará em contato com as autoridades locais para “acompanhar as investigações cabíveis”.

Vídeos Relacionados