Mais Lidas

Caos, descaso, colapso

Em Manaus, idosos infectados de covid dividirem sala com cadáver. Veja vídeo

Governador tem dito, no entanto, que o Amazonas é "referência nacional" no combate à pandemia

acessibilidade:
Flagrante de descaso e caos no Hospital João Lúcio, de Manaus, referência no tratamento de covid-19.

Isolamento parece depósito de doentes.

Voltou a ser dramática a situação dos moradores de Manaus, com a multiplicação de casos de infecção por coronavírus e o colapso no sistema público de saúde.

Fotos e vídeos viralizados nas redes sociais mostram um flagrante pacientes idosos em “sala de isolamento” que mais parece um depósito, dividindo espaço com um cadáver dentro de um saco.

A cena foi registrada no Hospital João Lúcio, referência no tratamento de covid-19. Nos vídeo, a filha de um dos pacientes, identificada como Miriam Barros, descreve sua revolta. “Vejam que absurdo”, diz.

Em recente entrevista, o governador do Amazonas, Willson Lima, afirmou que seu Estado se transformou em “referência no enfrentamento da pandemia”.

Cenas de caos e descaso

As cenas são chocantes e reveladoras de caos e descaso.

Na “sala de isolamento” de pacientes infectados estão três idosos colocados praticamente no chão, sobre colchonetes ou colchões. Um deles está em uma maca.

A imagem faz parecer que ali foram “depositados” pacientes idosos em situação crítica, mas nada mais impressionante do que essas pessoas estarem dividindo a pequena sala com um cadáver.

O falecido é identificado em um o pedaço de papel (ao lado), mostrando que o homem de 78 anos deu entrada no Hospital João Lício na quarta-feira (18), às 22h43, e dois dias depois já estava enfiado em um saco.

Segundo a denunciante, desde às 9h da manhã ela solicitava a retirada do cadáver do local, mas ele só foi removido às 15h30 desta sexta-feira (18).

No decorrer do sábado, o pai de Miriam, a mulher que denunciou o descaso, morreu de coronavírus.

Veja o flagrante do colapso na rede pública em Manaus: