Mais Lidas

"Com muita súplica"

Da cadeia, Eduardo Cunha pede votos para a filha candidata a deputada federal

Deputado cassado pede "com muita súplica" o voto em sua filha "como se fosse em mim"

acessibilidade:

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (MDB-RJ), preso há quase dois anos no âmbito da Lava Jato, mandou uma carta da cadeia, em que pede votos para a filha, Danielle Cunha (MDB-RJ), que concorre a uma vaga como deputada federal.

Assinada pelo deputado cassado, a carta foi distrubuída junto com matéria de campanha de candidata. Entre os destinatários está o endereço da Câmara dos Deputados.

No texto, Cunha pede “com muita súplica” o voto em sua filha “como se fosse em mim” e fala ainda sofrer perseguição. “Sou inocente e sofro com perseguições e afrontas, mas provarei a minha inocência. Jesus disse em Mateus 5:10, ‘bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque dele é o reino dos céus’.”

Cunha recomenda ainda o voto em Samuel Malafaia (DEM), candidato a reeleição como deputado estadual no Rio de Janeiro. Samuel é irmão do pastos Silas Malafaia.

O ex-presidente da Câmara foi condenado a 14 anos e seis meses de prisão no processo que investigou o pagamento de propinas da Petrobras para viabilizar a compra de um campo de petróleo na África.

Cunha é réu em outros dois processos: um em que é acusado de receber propina por contratos de compra de navios-sonda, também pela Petrobras; e outro em que responde por improbidade administrativa, acusado de usar o cargo de deputado federal para obter vantagens indevidas e aumentar o patrimônio.

O deputado cassado foi preso preventivamente em outubro de 2016 e depois foi transferido para o Complexo Médico Penal, no Paraná. (Com informações da FolhaPress)

Vídeos Relacionados