Mais Lidas

Acusado de racismo

Autor de proposta contra ‘trem-bala da alegria’ é expulso de evento da Fenajufe

Analista do MPDFT sofre represália de sindicalistas por se opor a ilegalidade

acessibilidade:
Analista do MPDFT é expulso de congresso da Fenajufe. Foto: YouTube/Reprodução

O analista do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) Guilherme Silva foi expulso do 10º Congresso da Fenajufe sob acusação de racismo.

No entanto, o analista acredita que ato foi represália por sua oposição ao Projeto NS, conhecido como “trem-bala da alegria”. O projeto prevê que a escolaridade do cargo de técnico judiciário seja elevada de nível médio para superior, sem que haja a realização de concurso público.

“Desde que eu cheguei no congresso, fui hostilizado. Todo mundo já me conhecia e me assediava para que eu desistisse de apresentar a proposta pelo fim do projeto. Mesmo quando fazia alguma fala que não tinha absolutamente nada a ver com NS, eu era vaiado pelo plenário”, afirmou o analista ao Anajus Notícias.

A confusão começou por causa da camiseta usada pelo analista, que estampava a bandeira de Gadsden, bandeira histórica dos Estados Unidos. Com uma cascavel em um fundo dourado, a bandeira leva o nome de seu criador, o general e político americano Christopher Gadsden, que criou o símbolo durante a Revolução Americana — a guerra de independência dos EUA. Ainda no símbolo, se lê a frase “Don’t tread on me” — “não pise em mim”, em português.

A bandeira remete ao patriotismo durante a guerra contra os ingleses. No entanto, já foi ligada a movimentos conservadores do Sul dos Estados Unidos e usada durante o movimento Tea Party, da ala ultraconservadora da direita norte-americana.

Segundo o analista, o símbolo “se opõe frontalmente a qualquer ideologia coletivista: comunismo, nazismo, socialismo, entre outras”. Silva registrou boletim de ocorrência e afirmou ter sido vítima de ameaça de morte, injúria, calúnia e agressão física. Há ainda a possibilidade do analista processar os presentes por danos morais.

Confira o vídeo do momento em que o analista foi expulso: