Mais Lidas

Candidaturas laranjas

Assessor do ministro do Turismo é preso em operação da Polícia Federal

Ação investiga esquema de laranjas relacionado a candidatas do PSL em Minas Gerais

acessibilidade:
Polícia Federal. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Um assessor do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio foi preso na manhã desta quinta (27) pela Polícia Federal, no âmbito de uma operação que investiga um suposto esquema de candidaturas laranjas no PSL em Minas Gerais.

Também foi alvo da operação da manhã desta quinta, batizada de Sufrágio Ostentação, um coordenador da campanha de Álvaro Antônio no estado nas eleições do ano passado.

De acordo com as investigações, o partido — o mesmo do presidente da República, Jair Bolsonaro — teria repassado recursos de financiamento de campanha de forma irregular a candidatas. As quatro candidatas investigadas teriam sido usadas para desviar dinheiro do fundo eleitoral.

As supostas irregularidades são investigadas pela Justiça de Minas Gerais desde fevereiro deste ano. Chamou atenção o fato de que as candidatas receberam dinheiro da sigla, mas não tiveram votação expressiva.

Na operação são cumpridos mandados de busca e apreensão e de prisão temporária na Região do Vale do Rio Doce, em Minas Gerais; e em Brasília.