Que rouba os dados?

PF, MP e INSS apuram entrega de dados sigilosos dos aposentados para bancos

Após admitir vazamento de dados, INSS se une a PF e MPF na investigação

PF, MP e INSS apuram entrega de dados sigilosos dos aposentados para bancos

Depois de admitir vazamentos de dados, INSS se junta a PF e MP para investigar o esquema. Foto: Reprodução

Após admitir vazamento de dados sigilosos de aposentados, o INSS se juntou à Polícia Federal e ao Ministério Público para investigar o crime. A história se repete com bancos e financeiras assediando aposentados para fazer empréstimos consignados, já de posse de dados pessoais e valor do benefício recebido. A força-tarefa apura se os vazamentos são feitos por funcionários do INSS ou de bancos que pagam os benefícios. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Presidente do INSS, Renato Vieira, confirma o vazamento e alerta: ‘há acesso a aposentados que nem foram comunicados da aposentadoria’.

Em 2017, gerente-executivo do INSS afirmou ao MP que dados seriam obtidos por meio do compartilhamento entre as instituições financeiras.

Uma instrução normativa do INSS proibiu ‘oferta ativa’ de empréstimo por 180 dias a partir da aposentadoria. Na prática, não é o que ocorre.

Redação
Redação
| Atualizado