Omissão

Para poupar Sarney, Cardozo silencia sobre motim

Ministros calam sobre situação em presídios para não incomodar Sarney

Para poupar Sarney, Cardozo silencia sobre motim

Pisando em ovos para não chatear o cacique José Sarney (PMDB), o tão corajoso ministro José Cardozo (Justiça) ? que já chegou a admitir que prefere morrer a ficar preso no Brasil ? silencia sobre a chacina de detentos no Maranhão. A omissão de Cardozo, que evita declarações mais fortes, não contradiz a política da pasta, que investiu em 17 anos apenas 53% dos R$ 4,3 bilhões disponíveis para melhoria das cadeias.

Segundo dados do próprio Ministério da Justiça, o Fundo Penitenciário Nacional é contingenciado para cumprir a meta de superávit primário.

Campeões no ranking dos piores presídios, os governos de Roseana Sarney (PMDB-MA) e Tarso Genro (PT-RS) querem saber é das urnas.

A sempre falante Maria do Rosário (Direitos Humanos) também se calou sobre a decapitação de presos. Só voltou de férias ontem.

O presidente do STF, Joaquim Barbosa, mandou, em 20 de dezembro, uma equipe de juízes para apurar mortes nos presídios do Maranhão. Leia mais na Coluna Cláudio Humberto

Redação
Redação
| Atualizado