Mais Lidas

acessibilidade:
Feichas Martins

Que venham os chineses

Mais um náufrago recebe o abraço salvador do panda China Media Group. As Organizações Globo acabam de assinar um contrato de cooperação com o poderoso grupo, que vem investindo pesado no setor de comunicação e noutros setores estratégicos da economia.

O Partido Comunista Chinês quer fincar raízes no Brasil e, para tanto, disputa com os Estados Unidos a conquista do mercado de 5G para a Huawei.

Capital e tecnologia, itens-chaves da estratégia de expansão do capitalismo, são as principais armas empregadas pelos expansionistas comunistas chineses para conquistar espaço ideológico.

Eu penso que a China, com seus 1,4 bilhão de habitantes, 14 mil kms de litoral, sua vastidão territorial e diversidade étnica, não teria fôlego para sustentar o projeto do PCC fora da Ásia por muito tempo. Nem valendo-se da guerra biológica…

Esse imenso e próspero país, a China é um excelente e potencial parceiro comercial. Quanto ao PCC, confesso que já tive receios, mas o Brasil é forte o suficiente para não se deixar comunizar… O Fórum das Américas vai minguar quando morrerem seus criadores, entre os quais Soros, FHC e Lula…

As transformações são rápidas demais. A Coréia do Sul já está trabalhando no desenvolvimento da tecnologia 6G.

O que conta no mundo de hoje é a técnica e a ciência como nova forma de ideologia, segundo J.Habermas, da Escola de Frankfurt. Platão já dizia que a técnica encerra o poder.

O Brasil é um dos maiores celeiros mundiais graças à Embrapa. Agora precisa de ajustar seu projeto nacional à explotação de suas potencialidades naturais múltiplas e a sua vocação de global trader.

Que venham os chineses…

Feichas Martins é jornalista.