O puxadinho de Lacerda

O puxadinho de Lacerda

A alegação do então ministro Waldir Pires (Controladoria Geral), que justificou a ocupação ilegal de um apartamento funcional da Câmara para “zelar” pelo imóvel, lembrou a desculpa do ex-governador do Rio, Carlos Lacerda, ao cineasta João Batista de Andrade, no documentário “Liberdade de Imprensa”. Acusado de ocupar irregularmente a cobertura de seu prédio, no Flamengo, Lacerda alegou: “Isto aqui era uma sujeira danada, montes de tijolos velhos, madeira podre com pregos, um perigo. Limpei tudo e construí o salão. Não ficou bonito?”

Redação
Redação
| Atualizado