Josué Gomes se alia a Skaf para tentar se manter na Fiesp

acessibilidade:

O atual presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, Josué Gomes, e seu antecessor, Paulo Skaf, divulgaram nesta quinta-feira (26) uma nota falando sobre “superação de divergências” na condução da entidade.

Ao longo dos últimos meses, Gomes enfrentou resistência interna de um grupo de sindicatos patronais insatisfeitos com a sua gestão. Em 16 de janeiro, durante a assembleia da Fiesp, o atual presidente foi afastado quase por unanimidade: 47×1 votos. A aliança com Skaf é uma tentativa desesperada de Gomes para se manter presidindo a entidade

Gomes assumiu a presidência no ano passado para uma gestão que segue até 2025. Ele substituiu Skaf, que estava há 17 anos no cargo. Apesar de a eleição do atual presidente da Fiesp ter sido apoiada por Skaf, os dois manifestaram posições divergentes nas eleições presidenciais de 2022.

Em agosto, a Fiesp, já sob o comando de Josué Gomes, articulou uma carta em defesa da democracia, junto a outras representações empresariais, intelectuais e organizações da sociedade civil. Skaf foi apoiador de Jair Bolsonaro.