Nepetismo militante

Nepetismo militante

Durante o governo Lula, Câmara debatia a emenda que proíbe o nepotismo no serviço público, quando o deputado tucano Zenaldo Coutinho (PA) arrancou gargalhadas ao ilustrar, com uma história, a fome do PT por cargos. Ele contou que um colega estava à procura de alguém para casar, mas fazia uma exigência: a pretendente deve ser petista. “Por que?”, perguntou-lhe Coutinho. A resposta: “Ela já vem empregada no governo federal…”

Redação
Redação
| Atualizado