Venezuela

Maduro diz ter sofrido atentado e pede ajuda a Trump

Presidente venezuelano escapou ileso do suposto atentado com drones durante ato militar

Maduro diz ter sofrido atentado e pede ajuda a Trump

Segundo bombeiros ouvidos por uma agência, na verdade houve uma explosão de um tanque de gás dentro de um apartamento

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirma que sofreu um atentado com explosivos durante ato militar neste sábado, 4, em Caracas. “Esclarecemos a situação em tempo recorde, e se trata de um atentado para me matar”, disse Maduro no pronunciamento, segundo a agência EFE. “Tentaram me assassinar no dia de hoje e não tenho dúvida de que tudo aponta para a direita, a ultradireita venezuelana em aliança com a ultradireita colombiana e que o nome de Juan Manuel Santos está por trás deste atentado, não tenho dúvidas”, disse, ao acusar os Estados Unidos e a Colômbia de estarem por trás do incidente.

Maduro, que escapou ileso do suposto atentado com drones, pediu ajuda ao presidente americano Donald Trump para enfrentar os financiadores do ato.

“As primeiras investigações nos indicam que vários dos financiadores vivem nos Estados Unidos, no estado da Flórida. Espero que o presidente Donald Trump esteja disposto a combater grupos terroristas”, afirmou Maduro em um discurso transmitido pelos canais de rádio e televisão oficiais.

Maduro justificou sua suspeita contra o colombiano Juan Manuel Santos por causa do timing de transição do poder na Colômbia. “É que Juan Manuel Santos entrega a presidência em 7 de agosto e não pode ir sem fazer uma piada com a Venezuela, sem provocar dano a ela, uma maldade com a Venezuela”, afirmou.

Segundo o ditador venezuelano, houve uma “grande explosão”, quando um artefato voador explodiu na frente dele durante seu discurso e, inicialmente, ele pensou que houve um problema de execução da parada militar. Então, houve uma segunda explosão. Ele disse que houve confusão enquanto ele tentava entender o que estava acontecendo, e que foi protegido por Deus e as forças armadas venezuelanas.

Explosão de um tanque de gás

Segundo a agência de notícias Associated Press (AP), no entanto, apesar das afirmações de Maduro, o “atentado” teria sido uma explosão de um tanque de gás dentro de um apartamento, de acordo versão de bombeiros que estavam no local.

Redação
Redação
| Atualizado