Comparação

Lula custa mais preso do que o gasto total da campanha de Bolsonaro

Toda campanha de Bolsonaro custou bem menos: R$2,4 milhões

Sede da Polícia Federal em Curitiba, onde Lula cumpre pena por corrupção e lavagem. (Foto: André Richter/ABr)

A “hospedagem” do petista Lula na Polícia Federal em Curitiba, custou ao contribuinte R$ 2,70 milhões desde a prisão em 7 de abril. A estimativa de custo diário de R$10 mil foi da própria PF. Esse valor é maior que os R$2,45 milhões gastos na campanha presidencial mais barata da História, de Jair Bolsonaro, antítese do ex-presidente presidiário. Os cofres públicos bancam os gastos com Lula, mas a campanha de Bolsonaro foi custeada por pequenas doações. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A PF estima em R$10 mil diários o custo para manter Lula fora de presídio. O custo médio dos presos no Brasil é de R$2,5 mil por mês.

A presença de Lula exige destacamento de agentes extras e sistema de segurança reforçado.

Preso em Curitiba, o condenado por corrupção e lavagem de dinheiro fica em sala individual, com TV e banheiro, incluindo água quente.

Tiago Vasconcelos
Tiago Vasconcelos
| Atualizado