operação da pf

PGR pede ao Supremo abertura de inquérito contra o ministro Ricardo Salles

Investigação ocorre após operação da Polícia Federal que apura suposta facilitação de contrabando de madeira

acessibilidade:
PGR pede investigação de Ricardo Salles por caso de fiscalização de contrabando de madeira ilegal. Foto: ADRIANO MACHADO/ REUTERS

O vice-procurador-geral da República, Humberto Jaques de Madeiros, encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido para abertura de inquérito contra o ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente.

A investigação ocorre após apresentação de notícia-crime feita pelo ex-superintendente da Polícia Federal no Amazonas, o delegado Alexandre Saraiva. A relatoria do caso no STF ficará a cago da ministra Cármen Lúcia.

Salles será investigado pela suposta prática de advocacia administrativa; obstrução de fiscalização ambiental; e impedimento ou embaraço à investigação de infração penal contra organização criminosa. Os fatos ocorreram durante a maior apreensão de madeira ilegal.

O ministro foi alvo da Operação Akuanduba, da Polícia Federal, no último dia 9. O presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Eduardo Bim, também foi investigado e afastado do cargo.