Festas cívicas pacíficas

PGR garante que trabalha por 7 de Setembro e eleições sem violências

Garantia de que o MPF terá expediente regular na véspera do feriado foi dada em sessão do Conselho Superior do MPF

acessibilidade:
Procurador-geral Augusto Aras. Foto: Antonio Augusto/Secom/PGR
Procurador-geral da República Augusto Aras. Foto: Antonio Augusto/Secom/PGR

O procurador-geral da República, Augusto Aras, afirmou nesta sexta-feira (26) que, assim como no 7 de Setembro do ano passado, o Ministério Público brasileiro atua, de forma discreta mas não sigilosa, cumprindo seu dever para garantir as manifestações pacíficas na data festiva e que as eleições deste ano ocorra como uma grande festa. A garantia foi dada durante a abertura da sessão extraordinária do Conselho Superior do Ministério Público Federal (MPF).

Na oportunidade, Aras informou aos integrantes do colegiado que a instituição terá funcionamento regular no dia 6 de setembro, véspera do feriado da Independência. Alguns órgãos públicos anunciaram ponto facultativo na data.

“A nossa instituição está cumprindo com o seu dever e, assim, esperamos que a festa cívica de 7 de setembro assim como as eleições ocorram como uma grande festa, mantendo as nossas melhores tradições”, disse o chefe da PGR.

“Estamos envidando esforços, juntamente com os Ministérios Públicos estaduais para manter todo o MP brasileiro trabalhando, para que tenhamos eleições sem violência, eleições pacíficas e ordeiras com a interlocução do Conselho Nacional do Ministério Público e com todos os colegas”, concluiu Aras.

A sessão do Conselho Superior do MPF destina-se à análise e discussão de providências para a regulamentação que disciplinará a realização de novo concurso, o 30º, para procurador da República. A expectativa é que o certame possa garantir, entre outros avanços, o reforço na atuação institucional na região norte. Com a presença de mais procuradores da República. (Com informações da Secretaria de Comunicação Social da PGR)

Reportar Erro