Falta vaga

Justiça cobra de Marconi Perillo solução para sistema socioeducativo

Em Luziânia, oito adolescentes infratores foram liberados por falta de vagas na unidade.

acessibilidade:

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) quer marcar uma reunião com o governador de Goiás, Marconi Perillo. A ideia da reunião é cobrar uma solução mais ágil para a falta de vagas no sistema socioeducativo no estado. O puxão de orelha no governador veio depois de uma inspeção realizada na tarde de terça-feira (3) nas instalações no Centro De Assistência Socioeducativa de Luziânia, local em que oito adolescentes infratores foram liberados por falta de vagas na unidade.

O CNJ quer que a reunião com o governador de Goiás aconteça já na próxima semana, na presença do presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás.  O objetivo é buscar uma medida paliativa até que o estado consiga sanar o problema de falta de vagas para que adolescentes infratores cumpram medidas.

Reportar Erro