Portas da impunidade

Jurista acusa conspiração do PT para desestabilizar posse de Bolsonaro

Decisão de Marco Aurélio é contra a democracia, diz Modesto Carvalhosa

O jurista Modesto Carvalhosa é um dos brasileiros mais indignados com a soltura de políticos corruptos.

O jurista Modesto Carvalhosa, um dos mais admirados do País, divulgou vídeo em que classifica a decisão monocrática do ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), como “uma conspiração do PT para desestabilizar a posse do novo presidente da República”. A posse do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) está marcada para o próximo dia 1º. Carvalhosa prometeu que a sociedade “vai reagir a esse atentado, a esse crime contra a sociedade”.

A decisão do ministro é tomada a poucas horas do início do recesso do Judiciário. Além de afrontar o próprio Toffoli, que já anunciara o julgamento desse assunto no plenário, no próximo semestres, a decisão de Marco Aurélio desrespeita uma decisão em vigor do plenário, autorizando prisão após condenação em segunda instância.

Modesto Carvalhosa, em seu pronunciamento, disse que a decisão do ministro, “libertando os políticos corruptos da Lava Jato, do fere todos os princípios constitucionais” e também se trata de “mais uma medida contra a democracia.”

 

Cláudio Humberto
Cláudio Humberto
| Atualizado