#RenanNão

Janaina Paschoal adere a campanha contra Renan na presidência do Senado

Abaixo-assinado já tem mais de 41 mil assinaturas, a meta é recolher 1 milhão

Janaina Paschoal adere a campanha contra Renan na presidência do Senado

A campanha contra o retorno de Calheiros está no site change.org, de abaixo-assinados.

A advogada Janaina Paschoal (PSL-SP) aderiu nesta sexta-feira (7), a campanha nacional contra uma possível candidatura do senador Renan Calheiros (MDB-AL) para a presidência do Senado Federal. No seu perfil no Twitter,  a deputada estadual eleita compartilhou o abaixo-assinado, criado pelo movimento Vem Pra Rua “#RenaNão- Não queremos Renan Calheiros presidente do Senado.

Nesta quinta-feira (6), o Vem Pra Rua criou um  abaixo-assinado com intuito de pressionar os senadores a não elegerem o emedebista, até o momento da publicação desta matéria, mais de 41 mil brasileiros haviam votado contra Renan no comando do Senado.

No site Change.org, o movimento ressalta que o objetivo da campanha é arrecadar 1 milhão de assinaturas para entregar aos senadores no início de 2019, possivelmente, quando a pauta da Casa será a eleição para o escolha do sucessor de Eunício Oliveira (MDB-CE).

“Renan Calheiros não nos representa, representa a velha política. Não o queremos como presidente do Senado! O povo brasileiro votou para renovar o Congresso Nacional e exige renovação na presidência do Senado Federal. Assine a petição e compartilhe para que seus amigos também participem. Vamos atingir 1 milhão de assinaturas e entregá-las no Senado Federal, em Brasília, no início de 2019”, afirma o movimento.

Apesar das eleições para os comandos das duas casas do Congresso Nacional, Senado Federal e Câmara dos Deputados, só ocorrerem em fevereiro, as articulações já começaram.

Oficialmente Renan nega qualquer interesse em concorrer ao pleito. Em outubro ressaltou que não cogita. ” Já fui quatro vezes candidato à presidência do Senado. Não sou candidato, não vou postular”.

Francine Marquez
Francine Marquez
| Atualizado