Sem custo adicional à passagem

GDF e TAP assinam nesta quinta programa de stopover de voos vindos da Europa

Com o acordo, passageiro vindos de Lisboa com conexão na capital poderão ficar até cinco dias na cidade

GDF e TAP assinam nesta quinta programa de stopover de voos vindos da Europa

Aeroporto de Brasília. Foto: Facebook/Divulgação

O governo do Distrito Federal e a companhia aérea TAP Air Portugal assinam nesta quinta (14) a parceria que transforma a capital brasileira em um stopover para passageiros vindos de Lisboa, em Portugal. O acordo será fechado durante a Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), com a presença do governador Ibaneis Rocha (MDB).

O stopover funciona como uma parada entre o ponto de origem e o destino final para que o passageiro possa conhecer também a cidade onde faz conexão. Ou seja, todos os passageiros que vierem de Lisboa pela TAP poderão ficar na capital de dois a cinco dias, sem custo adicional à passagem. Os demais custos — com hospedagem, por exemplo — ficam por conta do passageiro.

A companhia aérea já oferece o serviço para os passageiros que param em Lisboa para conexão, tendo como destino final outras cidades europeias.

“Brasília é a capital do nosso país, o centro das grandes decisões. Mas nós podemos ser muito mais, porque temos arquitetura, temos história, temos natureza, temos redes hoteleira e de restaurante de excelência, temos vida que vai além da política. Com essa parceria, estamos incrementando o potencial da nossa cidade para receber bem nossos visitantes”, afirmou Ibaneis.

O Executivo local aposta ainda na diferença cultural em relação à viagens que os europeus têm em comparação aos brasileiros. Segundo o governo, para os turistas da Europa, o principal objetivo ao viajar é ter uma vivência de experiências e culturas. Segundo o governo, Brasília engloba experiências do turismo de aventura, ecológico, religioso, e arquitetônico — por exemplo.

“O europeu viaja para vivenciar novas culturas e experiências. Outro fator importante é que esse público é o que mais tempo permanece em um mesmo país e que visita mais de dois destinos. Com essa parceria, Brasília se colocará com um dos destinos brasileiros mais desejados entre os europeus”, afirmou a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça.

Brasília tem quase 40 mil leitos em sua rede hoteleira, além de ser considerada o 3º polo gastronômico do Brasil. No ano passado, o prêmio Travellers’ Choice 2018, organizado pelo Trip Advisor, considerou Brasília como segundo colocado na categoria “destinos em alta” na América do Sul.

A intenção do governo com a adesão ao programa é estimular não só a atividade econômica no setor hoteleiro e de comércio em Brasília, mas também em toda a região do entorno da capital. O estímulo se estende inclusive para destinos próximos conhecidos pelos turistas brasileiros que visitam Brasília, como a cidade goiana de Pirenópolis. (Com informações da Agência Brasília)

Redação
Redação
| Atualizado