Mais Lidas

crime de guerra

União Europeia anuncia que se juntará à Ucrânia para investigar morte de civis

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, diz que possível crime contra humanidade será averiguado

acessibilidade:
A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen. Foto: Reprodução

Após a Rússia afirmar que suas tropas não têm responsabilidade na morte de dezenas de civis na cidade de Bucha, nas proximidades de Kiev, e que devem abrir um inquérito para averiguar a acusação ucraniana, a União Europeia anunciou, também nesta segunda-feira (4), que se juntará à Ucrânia para investigarem a autoria dos ataques.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, informou que o bloco vai agir para saber se houve um suposto crime contra a humanidade nas ações russas no território ucraniano.

“Essa abordagem coordenada por parte das autoridades ucranianas, da UE, dos seus Estados-Membros e agências e do Tribunal Penal Internacional permitirá que as provas sejam recolhidas, analisadas e tratadas da forma mais completa e eficaz possível”, disse Ursula.

O presidente Volodymyr Zelensky visitou a região de Bucha e disse que há pressa em fechar um acordo de paz com a Rússia, apesar de ser “muito difícil negociar quando você vê o que eles fizeram aqui”, alegou.

 

 

 

Reportar Erro