Mais Lidas

Segunda renúncia

Primeiro-ministro japonês anuncia que renunciará por motivos de saúde

O premiê sofre de colite ulcerosa crônica, doença que o afastou do cargo pela primeira vez em 2007

acessibilidade:
Shinzo Abe renuncia pela segunda vez ao cargo de primeiro-ministro por motivos de saúde. Foto: Prime Minister’s Office of Japan

Shinzo Abe, primeiro-ministro do Japão, anunciou ao Partido Liberal Democrático, nesta sexta-feira (28), que deixará o cargo à frente da nação. O premiê alegou que seu problema de saúde pode afetar suas decisões políticas. Apesar da renúncia, ele continua no cargo até que outra pessoa possa assumi-lo.

Abe sofre de colite ulcerosa crônica, a doença incurável já o forçou a deixar o mesmo posto em 2007. O primeiro-ministro sofre com o problema desde a adolescência e após exames realizados em junho, foi detectada a piora do quadro infeccioso.

Esta é a segunda vez de Abe na função de premiê, em 2006 ele assumiu e após um ano, teve de renunciar. Em 2012, ele retornou e se manteve até então à frente do governo.

Nomes de candidatos a ocupar a chefia japonesa são especulados, como o do ministro das Finanças, Taro Aso, e de Yoshihide Suga, atual porta-voz do governo. Apesar dos apontamentos, Abe não comentou sobre seu possível substituto.