Mais Lidas

mantém legado

Parlamento escolhe Olaf Scholz para ocupar cargo deixado por Merkel

Scholz ocupava, até o momento, posto de ministro das Finanças

acessibilidade:
Angela Merkel ao lado de seu sucessor, Olaf Scholz. Foto: Reuters

O Bundestag, Parlamento alemão, escolheu, na manhã desta quarta-feira (8), Olaf Scholz como primeiro-ministro do país. A posse no cargo, deixado por Angela Merkel após 16 anos, ocorre ainda nesta manhã.

Olaf era, até o momento, ministro das Finanças e para se tornar Chefe de Governo recebeu o apoio de 395 parlamentares. Outros 303 foram contrários à indicação de Scholz.

A expectativa é que por volta das 11h, horário de Brasília, Merkel faça a cerimônia de passagem do Poder para Olaf. Momentos depois do presidente alemão, Frank-Walter Steinmeier, reconhecer o novo chanceler.

Scholz faz parte do partido de centro-esquerda Social-Democrata (SPD), que fez um acordo de coalizão com o Partido Verde e o Partido Democrático Liberal (FDP), no último dia 24.

O novo chanceler tem 63 anos e é membro vitalício do SPD, partido opositor à Merkel, mas ambos são centristas e acredita-se que Olaf dará continuidade às estratégias de Angela.

Merkel já havia indicado Scholz como ministro do Trabalho e Assuntos Sociais, durante seu primeiro governo de coalizão.

Em 2018, Olaf se tornou braço-direito de Merkel, ocupando o cargo de vice-chanceler da Alemanha. Neste ano, o democrata deixava o posto de prefeito de Hamburgo, onde permaneceu por sete anos e saiu com grande aprovação da população.

 

 

 

Reportar Erro