Mais Lidas

Luto automotivo

Fiat Chrysler homenageia Lee Iacocca, criador do Ford Mustang

O empresário, também responsável por reerguer a Chrysler, morreu no dia 02/07 nos EUA

acessibilidade:
Lee Iacocca, criador do Ford Mustang. Fotos: FCA Group e Ford/Divulgação.

Em homenagem a Lee Iacocca, a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) deixará a janela “Pentastar” de dois andares no topo da torre da sede do grupo em Auburn Hills, Michigan, acessa. A janela permanecerá assim até a meia-noite de 10 de julho, dia no qual está marcado o funeral de Iacocca, que acontecerá na igreja St. Hugo da Montanha, em Bloomfield Hills, Michigan.

O lendário empresário americano, responsável pelo projeto do Ford Mustang e por resgatar a Chrysler da beira da falência na década de 1980, morreu aos 94 anos em Bel Air, Los Angeles, Estados Unidos, na noite desta terça-feira (02/07). O executivo deixa duas filhas e oito netos. 

Iacocca em um comercial para a Chrysler em 2005.Iacocca começou a carreira aos 22 anos na Ford, onde foi responsável, em 1964, pelo projeto de um dos mais icônicos veículos da história, o Mustang — o esportivo é adorado até os dias de hoje por milhões de pessoas no mundo inteiro. 

Seis anos após o lançamento do icônico esportivo, ele assumiu a presidência da Ford, onde ficou até 1978 quando foi demitido por Henry Ford II, neto do fundador da montadora. No mesmo ano foi contratado pela Chrysler e, já em 1979, assumiu a direção da empresa. 

Com outros executivos da Ford, Iacocca comemora o milésimo Mustang.

Iacocca começou a carreira aos 22 anos na Ford, onde foi responsável, em 1964, pelo projeto de um dos mais icônicos veículos da história, o Mustang — o esportivo é adorado até os dias de hoje por milhões de pessoas no mundo inteiro. 

Na Chrysler, Iacocca ficou até 1992 e foi responsável por resgatar a empresa de uma iminente falência. Por lá, foi responsável pela criação da Dodge Caravan, uma minivan de grande sucesso nos EUA, e pela aquisição da Jeep, por meio da compra da antiga AMC.

Em 2010, Iacocca foi homenageado pela Chrysler.Bill Ford, atual presidente executivo da montadora americana declarou que a morte de Iacocca é uma grande perda. “Lee Iacocca era realmente maior que a vida e deixou uma marca inegável na Ford, na indústria automobilística e nos EUA. Eu sempre aprecio o quão encorajador ele foi para mim no início da minha carreira. Ele era único e fará uma grande falta”.

Em um comunicado, a FCA, no qual a Chrysler faz parte, diz que a empresa está triste com a notícia do falecimento de Iacocca. Segundo o grupo, Ele desempenhou um papel histórico na direção da Chrysler através da crise e tornando-a uma verdadeira força competitiva. “Além de ter sido um dos grandes líderes da nossa empresa e da indústria automobilística como um todo, ele também desempenhou um papel profundo e incansável no cenário nacional como estadista de negócios e filantropo”.

Reportar Erro