Mais Lidas

Corrupção graúda

EUA oferecem R$24 milhões por informações de subornos da Odebrecht

Departamento de Justiça e FBI oferecem recompensa milionária por informações sobre os quase R$4 bilhões pagos em propina, em 12 países

acessibilidade:

O Departamento de Justiça (DOJ) dos Estados Unidos e o FBI, a Polícia Federal de lá, oferecem recompensa de até US$5 milhões (R$24 milhões) por informações relevantes sobre os subornos pagos pelas empresas brasileiras Odebrecht e Braskem, que rendam em prisão ou processo contra os criminosos. O caso remete ao maior esquema de corrupção da História, que saqueou a Petrobras, desvendado no Brasil pela Operação Lava Jato.

O programa de recompensas (Kleptocracy Asset Recovery Rewards) Programcontempla três grandes investigações: caso Odebrecht, governo da Rússia e fundo soberano da Malásia (1MDB).

Segundo o DOJ, a Odebrecht admitiu, em acordo com a Justiça, que distribuiu mais de US$788 milhões (R$3,75 bilhões) em subornos, em 12 países.

A Braskem, que pertencia à Odebrecht, admitiu às autoridades que contribuiu com US$250 milhões (R$ 1,3 bilhões) nas propinas pagas pela Odebrecht.

O prêmio por ajudar a investigação faz parte de um programa lançado em 2021 com o apoio do Departamento do Tesouro, que libera a recompensa.

Reportar Erro