Veja a capa

‘The Economist’ mostra andador e pede que Biden desista da candidatura

A revista britânica "The Economist" pediu em editorial para que o presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden se retire da campanha presidencial

acessibilidade:

A revista britânica “The Economist” pediu em editorial para que o presidente dos EUA Joe Biden se retire da campanha presidencial das eleições de 2024.

Na capa da edição de quinta-feira (04) está um andador em referência as corriqueiras quedas do presidente americano, o andador conta com o selo da presidência dos EUA, além do andador a campa estampa uma frase que diz “sem condição de comandar um país”. Biden tem atualmente 81 anos de idade, e se conseguir se reeleger, ao fim do próximo mandato terá 86 anos. 

Em editorial, publicado quinta-feira, a  “The Economist” disse que a resposta de Biden e da sua campanha ao seu desempenho no debate e aos apelos para que ele cedesse seu lugar a um outro membro do partido democrata foi pior que a sua performance contra Donald Trump no debate.

“O debate presidencial foi terrível para Joe Biden, mas o encobrimento foi pior. A desonestidade da sua campanha provoca desprezo. Ele deve retirar a candidatura”, disse a publicação. “Joe Biden merece ser lembrado por suas conquistas e sua decência, não por seu declínio.

De acordo com a revista, a campanha de Biden “acobertou” as falhas de memória do presidente e a sua incapacidade para governar por mais quatro anos. “Foi uma agonia ver um idoso confuso lutando para lembrar palavras e fatos”, diz a publicação