Sem desculpas

Milei rebate Lula e diz: ‘Desde quando precisamos pedir desculpas por dizer a verdade?’

Sem papas na língua Milei dispara, “Qual o problema em chamá-lo de corrupto? Ele não foi preso por corrupção?”

acessibilidade:

O presidente da Argentina, Javier Milei, reforçou que não irá se desculpar com o presidente Lula (PT) por críticas direcionadas ao presidente do Brasil durante sua campanha presidencial. O presidente argentino chegou a chamar Lula de “corrupto comunista”.

“Qual o problema em chamá-lo de corrupto? Ele não foi preso por corrupção? Eu o chamei de comunista, e ele não se identifica como tal?”, indagou Milei, em entrevista concedida ao canal argentino LN+.

“Desde quando precisamos pedir desculpas por dizer a verdade? Estamos tão afetados pela correção política que não podemos dizer nada contra a esquerda, mesmo que seja verdade?”, concluiu o argentino.

Em um trecho da entrevista Milei comentou que Lula se meteu ativamente na campanha eleitoral argentina.

Milei afirmou também que os interesses deles e dos brasileiros são maiores que o “ego inflamado de um esquerdista”.

O presidente argentino rebate recente declaração de Lula, o petista na última quarta-feira (26) falou que não conversou com o argentino pois acha “que ele tem que pedir desculpas ao Brasil” e a ele por ter dito muita bobabgem”.

“Eu não conversei com o presidente da Argentina, porque eu acho que ele tem que pedir desculpas ao Brasil e a mim. Ele falou muita bobagem. Eu só quero que ele peça desculpas”, disse o presidente do Brasil, em entrevista ao UOL.