Mais Lidas

Lula perde também na ONU

Comitê de Direitos Humanos da ONU ignora pedido de Lula para ‘ser solto’

Comitê não é instância de recurso, mas a derrota lá fora é emblemática

acessibilidade:
Lula chegando a Curitiba dia 7 de abril no primeiro dia de prisão

O pedido do ex-presidente Lula ao Comitê de Direitos Humanos da ONU para “ser solto” no Brasil foi negado. Isso não significa grande coisa, orque afinal esse comitê não é instância de recurso a decisões da Justiça de qualquer país, mas é uma importante derrota do petista. O pedido de Lula era baseado em uma mentira, a de que o juiz federal Sérgio Moro estaria sendo parcial no julgamento.

“O Comitê de Direitos Humanos não concederá medidas cautelas no caso de Lula da Silva”, declarou a porta-voz de Direitos Humanos da ONU, Julia Gronnevet.

Um dia antes de ser preso, enquanto Lula negociava com a Polícia Federal, seus advogados entraram com a “queixa” na ONU. Uma eventual decisão de apenas recomendar medidas ocorreria por conta da avaliação dos peritos da ONU de que a prisão lhe impediria de exercer plenamente seus direitos políticos. Mas o apelo não foi considerado consistente, até em razão das provas contidas no processo de que Lula cometeu os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Vídeos Relacionados