Mais Lidas

Esses americanos...

PIB cai 0,9% no 2º trimestre e os EUA entram em recessão técnica

Economia norte-americana já havia contraído no primeiro trimestre

acessibilidade:
Foto: EBC

Dados preliminares divulgados nesta quinta-feira, 28, revelam que o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos caiu 0,9% no segundo trimestre. Esse é o segundo trimestre seguido de baixa, segundo o Escritório de Análise Econômica (BEA, na sigla em inglês) do Departamento do comércio do país. No Brasil, esses dados são considerados como recessão técnica.

No primeiro de 2022, a economia do país teve uma queda de 1,6% na comparação anual.

Brasil e Estados Unidos têm avaliações diferentes para o que é considerado recessão. Os norte-americanos não consideram dois trimestres consecutivos de queda como recessão técnica. A avaliação oficial sobre uma recessão é feita pelo Escritório Nacional de Pesquisas Econômicas – que não deve dar o veredito pelos próximos meses. Ainda assim, essa queda consecutiva em dois trimestres é vista como um forte indicativo de recessão.

De acordo com o Departamento de Comércio, a contração do PIB reflete a queda nos investimentos das empresas e nas compras de casas pelas famílias. Da mesma forma, o governo federal, os Estados e as administrações locais contiveram suas despesas.

O consumo se manteve graças aos gastos no setor de serviços que, no entanto, teve que aumentar seus preços devido à inflação. As exportações e os gastos de famílias cresceram e evitaram uma queda maior do PIB.

Os EUA lidam ainda com a inflação alta, que levou a uma mudança de política monetária – o Federal Reserve (Fed, o Banco Central norte-americano) tem subido os juros para conter a alta de preços, o que gera uma desaceleração na produção de bens e serviços. O presidente do Fed, Jerome Powell, citou outros dados, como o mercado de trabalho ainda aquecido, para afirmar que os Estados Unidos não estão em recessão.

 

Reportar Erro