Mais Lidas

contágio pelo ar

Agência de saúde dos EUA atualiza recomendações de prevenção à Covid

Autoridade federal reconhece que as transmissões pelo ar são mais comuns, diferente do que defendia sobre contato com superfícies

acessibilidade:
CDC muda orientação e afirma que transmissão pelo ar é mais comum que pelo contato de superfícies contaminadas. Foto: Reprodução

A agência federal de saúde dos Estados Unidos, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), atualizou suas orientações sobre os modos de contágio do coronavírus e como preveni-las. As novas diretrizes, lançadas nesta sexta-feira (7), priorizam as formas de contaminação pelo ar.

De acordo com o CDC, as formas mais comuns são: por meio da inalação de gotículas pequenas e partículas de aerossol contendo o vírus, mantendo distância mínima de 1,8 metro, o risco é reduzido; pelo contato de borrifos, como em um espirro ou tosse de uma pessoa contaminada; pelo contato com uma superfície contaminada pela secreção de mucosas de um contaminado.

As orientações enfatizam que a transmissão pelo ar ambiente é mais comum que pelo contato de superfícies contaminadas, como o CDC havia defendido até então como principal forma de contágio.

Vídeos Relacionados