menina gigante

Duas vezes medalhista, Rebeca Andrade fica em 5° lugar no solo

Rebeca escreveu seu nome na história da ginástica brasileira, sendo a primeira a conquistar ouro nas olimpíadas

acessibilidade:
atleta da ginástica olímpica com braço e perna direita levantados
Após escrever sua história no esporte nacional, Rebeca Andrade deixa olimpíadas de Tóquio com duas medalhas e 5º lugar no solo. Foto: Ricardo Bufolin/ Panamerican Press / CBG

Depois de um ouro e uma prata, Rebeca Andrade encerrou, nesta segunda-feira (2), sua brilhante passagem nas Olimpíadas de Tóquio em quinto lugar na prova do solo na ginástica artística.

A ginasta se apresentou ao som de Baile de Favela, alcançando 14.033 pontos, o que a deixou somente 0.133 atrás das medalhistas de bronze, a japonesa Mai Murakami e a russa Angelina Melnikova.

A norte-americana Jade Carey foi quem recebeu o ouro na competição, com 14,366 pontos, ficando à frente da italiana Vanessa Ferrari, que com 14,200 conquistou a medalha de prata.