Olhar da imprensa

Prêmio Sebrae de Jornalismo valoriza o protagonismo dos empreendedores

Selecionados concorrem na etapa regional e depois na etapa nacional

acessibilidade:

Fim da fome, profissões curiosas, guarda-roupa por assinatura e jornada dupla de uma chef: esses são os temas dos trabalhos jornalísticos vencedores do Prêmio Sebrae de Jornalismo. Na categoria Jornalismo em Texto, Raquel Martins Ribeiro, do site Metrópoles, venceu com a matéria “Engajados pelo fim da fome”. No texto, a jornalista mostra dados sobre a fome no Brasil e as iniciativas criadas especialmente no período da pandemia para doar toneladas de alimentos a quem sofreu com o isolamento e com a falta de trabalho. No texto, ela relata: “Com olhar atento e empático, moradores das periferias de todo o Brasil se mobilizaram para amenizar o sofrimento da população em situação de vulnerabilidade”.

Já na categoria Jornalismo em Vídeo, o tema abordado foram profissões curiosas e inéditas. Os profissionais Talitha Oliveira Sousa Silva, Leonardo Ferreira, Kellen Mateus, Lázaro Filho, Geraldo Genovez, José Hilde, Kleber Leite, Neuber Tavares e Dácio Araújo, da TV Justiça, mostraram em 27 minutos profissionais do marketing olfativo, gestor de tráfego em redes sociais, cliente oculto, instrutor de surf para cães, entre outros. A reportagem abordou tendências e deixou claro que, hoje, é possível escolher muitas profissões não tradicionais e que não necessitam de um diploma.

Mariana Machado e Geovana Melo, da Rádio CBN, ganharam na categoria Jornalismo em Áudio, com “Guarda-roupa por Assinatura”. Em pouco mais de seis minutos, as jornalistas abordaram o serviço que ganhou força na pandemia: aluguel de roupas para o dia a dia, e não só para momentos especiais, como casamentos ou bailes de formatura. O motivo para o crescimento desse serviço soma economia e sustentabilidade, já que é possível variar a roupa a partir de um valor mensal por um número determinado de peças, sem que isso pese no orçamento. Além disso, essas mesmas roupas não ficam paradas e podem ser usadas novamente por outras pessoas.

Por fim, a quarta categoria, Fotojornalismo, foi vencida pelo jornalista Hugo Barreto, do site Metrópoles, que fotografou Babi Frazão, chef de cozinha que, como muitas mulheres, alia sua profissão à jornada de ser mãe.

Valdir Oliveira, superintendente do Sebrae no DF, falou sobre a importância dos temas para uma sociedade que se adapta a um mundo pós-pandemia. “A solidariedade é o melhor remédio para combater os males de uma crise pandêmica. Na economia não é diferente. O espírito solidário das pessoas despertou oportunidades de negócio, além de mostrar que a acolhida dos vulneráveis salvou vidas como se vacina fosse mostrando que o amor move mundos e não deixa que a desesperança ocupe lugar na alma daqueles que continuam sua jornada no cotidiano da vida. As matérias registraram para sempre a história da pandemia vivida nesses tempos e ensinaram que a solidariedade é o caminho para um mundo melhor”.

O Prêmio

Em sua 9ª edição, o Prêmio Sebrae de Jornalismo teve como tema neste ano A importância dos pequenos negócios para a economia do país. O objetivo é premiar as melhores notícias veiculadas em diferentes canais da imprensa brasileira ou novas plataformas digitais sobre empreendedorismo e temas relacionados ao universo dos pequenos negócios nas categorias texto, áudio, vídeo e foto.

Etapa nacional

Os trabalhos inscritos foram analisados na etapa distrital por uma comissão julgadora que levou em consideração as pautas e a excelência do material. Foram avaliados critérios gerais como relevância do conteúdo da notícia, escrita, produção, impacto e benefício público, ética, originalidade, inovação e criatividade. Dentre as 1141 inscrições para o prêmio, 56 foram de veículos de imprensa do Distrito Federal.
“Fico feliz de ver um representativo número de matérias inscritas do jornalismo do Distrito Federal. Nesses tempos que vivemos, é muito bom ver o exemplo de quem usa a notícia para dar voz àquilo que pode transformar a vida das pessoas e melhorar o mundo que vivemos. Feliz de um povo que tem uma democracia forte e uma imprensa livre para se orgulhar”, diz Valdir Oliveira, superintendente do Sebrae no DF.
Com o término da etapa distrital, os vencedores de cada categoria participam agora da etapa regional e os classificados seguem para etapa nacional. O evento de premiação nacional está previsto para ocorrer em dezembro de 2022, em local ainda a ser definido.

Conheça os vencedores e seus trabalhos

Categoria Jornalismo em Texto
Raquel Martins Ribeiro
Engajados pelo fim da fome
Veículo: Metrópoles
Engajados pelo fim da fome: influenciadores sociais usam as redes para angariar doação de alimentos (metropoles.com)

Categoria Jornalismo em Vídeo
Talitha Oliveira Sousa Silva, Leonardo Ferreira, Kellen Mateus, Lázaro Filho, Geraldo Genovez, José Hilde, Kleber Leite, Neuber Tavares e Dácio Araújo.
Repórter Justiça – Profissões curiosas e inéditas
Veículo: TV Justiça
📹 Repórter Justiça – Profissões curiosas e inéditas – YouTube

Categoria Jornalismo em Áudio
Mariana Machado e Geovana Melo
Guarda-roupa por assinatura
Veículo: Rádio CBN
CBN – A rádio que toca notícia – Guarda-roupa por assinatura (globo.com)

Categoria Fotojornalismo
Hugo Barreto
Mãe e chef, Babi Frazão fala sobre jornada dupla: “Amor incondicional”
Veículo: Metrópoles
Mãe e chef, Babi Frazão fala sobre jornada dupla: “Amor incondicional” (metropoles.com)