VII Fórum Jurídico

Em Portugal, Ibaneis afirma que segurança pública no Brasil ‘tem jeito’

Ibaneis propõe em evento de Lisboa debate sério sobre segurança

Em Portugal, Ibaneis afirma que segurança pública no Brasil ‘tem jeito’

O governador do DF, Ibaneis Rcha, fala durante painel do VII Forum Jurídico de Lisboa, ao lado do governador do Ceará.

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, participou nesta segunda (22), em Portugal, do VII Fórum Jurídico de Lisboa, onde falou sobre a necessidade da participação efetiva da União na segurança.

Ibaneis participou do painel sobre segurança pública e afirmou que há uma “ausência da União” na área. “Quem faz a segurança hoje são os Estados”, explicou.

O governador criticou a lei que criou o Fundo Nacional de Segurança Pública, que, segundo ele, vedou o uso de recursos do fundo para pagar pessoal. Ibaneis disse que os Estados já estão com as contas debilitadas e o governo federal decide construir um presídio e “o Estado que se vire [com o custeio]”. “Nenhum governador quer receber presídio porque é mais gastos”.

Fundo de ressocialização

Durante a palestra, o governador criticou a forma do enfrentamento atual com encarceramento e ações sem qualquer integração. “O problema não é quem está preso, é quem está solto fazendo o que quem está preso manda”, afirmou.

O governador sugeriu a criação de um fundo de ressocialização pelo que disse ter visto dentro dos presídios quando era presidente da OAB-DF. Segundo o governador, os mais vulneráveis são aqueles com piores condições financeiras, que acabam entregues às drogas e viram presas fáceis para os piores criminosos.

Ibaneis finalizou dizendo que a “segurança pública tem jeito sim”, mas é preciso realizar um debate sério envolvendo todos os entes federados e os poderes. “Endurecimento de pena não vai resolver o problema desse país, nunca foi solução, e sim a garantia de que a pena vai ser aplicada. Isso é que reduz a criminalidade”, concluiu.

André Brito
André Brito
| Atualizado