Mais Lidas

Diário Motor

Primeiras impressões: Mitsubishi Pajero Sport 2020, um legítimo utilitário 4×4

O SUV chega ao Brasil em versão única por salgados R$ 265.990

acessibilidade:
Mitsubishi Pajero Sport 2020. Fotos: Mitsubishi/Divulgação

Novidade japonesa na área, Mitsubishi apresenta a nova geração da Pajero Sport. O utilitário de grande porte chega com muita tecnologia, sistema 4×4 aprimorado, conjunto mecânico forte e preço tão exagerado quanto a traseira. O SUV, que já está disponível nas concessionárias da marca, chega em versão única, a HPE, por R$ 265.990.

A nova geração renovou completamente o utilitário. Com direito a mudança radical no visual — não necessariamente para o “bem” —, sistema 4×4 atualizado, novas tecnologias de segurança, condução e conforto e espaço para até sete pessoas, com folga.

DNA off-road

Alta capacidade off-road.

A Pajero recebe o sistema 4×4 Super Select II, que chegou primeiro na L200 e depois no Eclipse Cross. Como nos primos, ela conta com quatro modos de tração. O 2H, o normal 4×2 com toda a força direcionada para o eixo traseiro e ideal para rodar no asfalto. O 4H, que transforma a tração do veículo em integral, atuando de acordo com o necessário nos dois eixos e podendo ser usado em alta velocidade e até no asfalto.

O 4HLc é o clássico 4×4 com bloqueio do diferencial, o correto para rodar em pisos acidentados e com superfícies de baixa aderência. E o 4LLc, o 4×4 com reduzida. Uma novidade no sistema é a opção de modos de condução de acordo com o terreno. São quatro ao todo: grama, lama, areia e pedra.

São 700mm de altura para travessia em área alagada.

Além do sistema atualizado, a nova Pajero conta com bons ângulos: 30° de entrada, 24,2° de saída, 45° de inclinação lateral e 23,1° de subida em rampa. O SUV tem 700mm de altura para travessia de área alagada e capacidade de reboque de 3,1 toneladas.

Como um legítimo utilitário esportivo off-road, a Pajero conta com um motor turbo diesel de 2.4 litros de 190 cavalos e 43,9kgfm de torque, aliada a uma transmissão automática de oito velocidades. O consumo oficial é de 8,9km/l na cidade e 11,7km/l na estrada.  

Controverso

O visual da traseira causa espanto.

Design costuma ser uma coisa de gosto, cada um tem o seu. Mas uma coisa é unânime, a traseira da Pajero Sport é para lá de exagerada. Não só pela lanterna longa e direcionada para baixo, mas pela quebra logo após o vidro da tampa do porta-malas. Na dianteira, o excesso de cromo até passa despercebido após ver o carro por trás.

A cabine é burocrática, sem os exageros da carroceria, chega a ser monótona. O grande porém é o uso de plásticos duros. O máximo são detalhes em couro nas portas e os bancos no mesmo material. De resto, tudo é ríspido! Sem nenhum local com plástico macio ao toque. Está certo que o modelo é um SUV bruto, mas se quer ser luxuoso, precisa de um acabamento com materiais melhores.

Boa, mas com deslizes

Sistema Super Select II com modos de condução off-road.

A lista de equipamentos é bem recheada, entre os diversos itens, ele vem com controles de descida em rampa, tração e estabilidade, piloto automático adaptativo com frenagem autônoma, alerta de ponto cego, sensores crepuscular, de chuva e de estacionamento dianteiro e traseiro, ar-condicionado automático dual zone com saídas para todos os bancos, câmera de ré e nada menos que 11 airbags.

Além disso, ele vem com abertura das portas e partida sem a chave, central multimídia com tela de sete polegadas, conexão bluetooth e com smartphone via Android Auto e Apple CarPlay e wi-fi com aplicativos nativos como Waze e Spotify, freio de estacionamento eletrônico, três portas USB, e duas tomadas, uma de 12v e outra de 120v. O porém fica pelo painel de instrumentos, que conta apenas com um computador de bordo simples, nada de velocímetro digital.

Primeiras impressões

Porte grande com muito espaço a bordo.

A nova Pajero Sport é para quem quer curtir o mundo do off-road de maneira plena mas sem abrir mão de espaço interno ou de conforto a bordo. Não é preciso dizer que o grande destaque do carro é o sistema 4×4, até porque esse é o DNA da marca. Com total primor, ele faz parecer fácil qualquer tipo de manobra em terrenos acidentados, não interessando se é uma subida íngreme, uma descida cheia de cascalho ou uma área alagada.

O forte motor trabalha bem em qualquer terreno. Na terra, ajuda a superar os mais diversos obstáculos. No asfalto, faz qualquer manobra de forma tranquila e segura, sem nenhum susto para o motorista. Claro que, como um veículo de mais de duas toneladas e propulsor diesel, é preciso um breve instante para disparar pela pista. Passando esse tempo, o SUV trabalha muito bem.

Materiais da cabine são uns dos poucos pontos negativos do SUV,

Tecnologicamente falando, ele se sobressai na parte da segurança, principalmente sobre os airbags, e nos auxiliares de condução — o piloto automático adaptativo facilita a vida no trânsito mais pesado. O velocímetro digital realmente faz falta. E o acabamento em plástico duro é imperdoável, principalmente em um veículo de R$ 265 mil.

Outro ponto positivo é o espaço interno. Até a terceira fileira conta com uma área boa, lógico que pessoas grandes não são “bem-vindas” por lá, mas se for de uma estatura média, é possível viajar sem muito aperto. Além disso, os bancos foram redesenhados e estão muito confortáveis, principalmente na hora de percorrer grandes distâncias e trajetos muito acidentados. Eles seguram bem o corpo, diminuindo a fadiga de viagens cansativas.

Opinião do Diário Motor

Bancos confortáveis até no fora de estrada.

Como um veículo grande, de sete lugares e capacidade off-road, a Pajero Sport se sai muito bem. O grande porém dela — como de quase 100% do mercado brasileiro — é o preço. Ela está mais barata que a principal concorrente, a Toyota SW4, mas é R$ 34 mil mais cara que outra adversária, a Chevrolet Trailblazer.

O visual, nada ortodoxo, é possível de acostumar, até porque você estará dentro do veículo. A qualidade do conjunto mecânico e do sistema 4×4, assim como o espaço interno generoso e a lista de equipamentos de segurança, são os pontos altos do utilitário.

Um veículo para andar em qualquer terreno.

Para quem procura um modelo off-road, com muito espaço, tecnologia e conforto, que possa levar até sete pessoas e não quer ir para modelos de luxo que beiram (quando não passam) dos R$ 400 mil, a nova Pajero Sport é a pedida, mesmo com os R$ 265.990. Nota 9.

Ficha técnica

Motor: 2.4 turbo diesel

Potência máxima: 190cv

Torque máximo: 43,9kgfm

Transmissão: automática de 8 velocidades

Suspensão:independente na dianteira e 3-link com barra estabilizadora na traseira

Dimensões (A x L x C x EE): 1.805 x 1.815 x 4.785 x 2.800mm

Preço: R$ 265.990

A nova Mitsubishi Pajero Sport 2020.

Reportar Erro