Mais Lidas

Crise do arroz

Não há vilão na alta do arroz e sim desequilíbrio entre oferta e procura, diz especialista

"Num ambiente em que já havia menos produto no mercado, o consumo também subiu", diz Felippe Serigatti

acessibilidade:
Professor Felippe Serigatti, da Fundação Getúlio Vargas (FGV Agro).

“Não existe vilão na alta do arroz”, segundo o especialista Fellippe Serigatti, professor da Fundação Getúlio Vargas. Ele explicou que a variação é um reflexo do desequilíbrio entre oferta e demanda.

A produção no Brasil vem caindo e este ano a importação também diminuiu. Num ambiente em que já havia menos produto no mercado, o consumo também subiu.

Professor de Economia da FGV Agro, Fellipe Serigatti é contra qualquer tipo de intervenção no preço.

Em entrevista ao Jornal Gente, na Rádio Bandeirantes, ele lembrou que a experiência do passado, como a “caça ao bois no pasto”, durante o governo José Sarney, mostra que isso não resolve.

Para tentar equilibrar oferta e demanda, o governo decidiu zerar até dezembro o imposto de importação, até o limite de 400 mil toneladas.