Mais Lidas

Gigante das estradas

Mercedes-Benz apresenta novo Actros com novidades de conectividade e segurança

O caminhão extrapesado, desenvolvido no Brasil, terá preço revelado na Fenatran

acessibilidade:
Novo Mercedes-Benz Actros. Fotos: Mercedes-Benz.

Iracemápolis (SP) — A Mercedes-Benz atualiza o caminhão extrapesado da marca, o Actros. O gigante das estradas chega repleto de novidades tecnológicas, com foco na segurança ativa, na comodidade a bordo da cabine e na robustez. 

Agora, o caminhão conta apenas com um tipo de cabine, extremamente confortável, quatro versões, três tipos de eixo (4×2, 6×2 e 6×4), com três opções de motor (450, 480 e 510 cavalos), novas suspensões e transmissão atualizada. Os preços serão revelados durante a Fenatran, que ocorrem mês que vem em São Paulo.

Versão mais robusta leva até 74 toneladas de carga.

Além disso, o Actros está mais tecnológico que nunca, com itens de comodidade e conforto tal como nos automóveis da marca, como telas digitais, partida por botão, ar-condicionado automático, abertura das portas com chave presencial, ajuste pneumático do volante, entre outros. 

“A chegada do novo Actros no Brasil irá revolucionar o segmento de caminhões extrapesados. Estamos trazendo para os nossos clientes e ao mercado o caminhão mais inteligente, seguro, conectado e eficiente de todos os tempos”, afirma Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil.

Foco na segurança

Frenagem autônoma é uma das novidades do caminhão.

Entre os diversos itens de segurança presentes no Actros, o mais impressionante é o ABA. O sistema de frenagem autônoma chega à quinta geração ainda mais moderno. Ele é capaz de ler outros veículos, objetos parados e em movimento e até pessoas e animais de grande porte. 

Ele ainda vem com assistentes de ponto cego e de fadiga, controle de tração — que minimiza a possibilidade de tombamento em manobras mais ríspidas –, freios de estacionamento e da carreta eletrônicos, função auto hold, regulagem automática dos faróis e luz de circulação diurna. Como opcional, airbag para o motorista. 

O radar no para-choque faz a leitura a frente do caminhão.

O Predictive Powertrain Control (PPC), piloto automático preditivo, otimiza a condução do motorista. Por GPS, ele monitora a aceleração e a frenagem, prevê quando há subidas e descidas, faz trocas de marcha de forma inteligente, entre outras funções, o que, de acordo com a Mercedes, ajuda o motorista a dirigir de forma adequada e econômica. 

Conforto otimizado

Cabine espaçosa com cama maio que na geração anterior.

Como nas versões anteriores, a cabine do Actros 2020 é feita para servir como casa do motorista. Com isso, ela foi otimizada em diversos aspectos. O principal foi a cama, que está maior e mais larga, agora com 210cm de comprimento e 75 de largura. 

O sistema de climatização noturna está mais moderno, assim como o ar-condicionado, que agora é digital. Outra comodidades são o ajuste de profundidade e ângulo pneumático do volante, partida e abertura das portas com chave presencial e as novíssimas telas para o painel de instrumentos e central multimídia. 

O caminhão conta com telas digitais de 10,25 polegadas.

Os displays seguem os mesmo padrões dos automóveis da marca com 10,25 polegadas, funções no volante. A do sistema multímidia é touchscreen e abrange diversas funções de conforto do veículo, como conectividade bluetooth para smartphones. Falando em celulares, o caminhão conta com carregador sem fio. 

Ainda sobre a cabina, ela foi redesenhada e totalmente desenvolvida no Brasil. Segundo a marca, o projeto deu tanto certo que ela será utilizada no mundo inteiro, tendo a primeira aparição por aqui. Entre os diferenciais, estão os novos defletores, principalmente os traseiros, que podem ser utilizados de acordo com o tipo de transporte, se de grãos ou baú.

Conjunto Atualizado

Carroceria foi redesenhada e agora conta com DRL em LED.

Entre as diversas novidades do conjunto mecânico, um novo eixo (4×2) e um novo motor (450 cavalos), além da atualização dos demais equipamentos. O propulsor é o mesmo que equipa a atual geração, mas foi otimizado. O intermediário, agora, gera 480 cavalos, já o topo, mantém os impressionantes 510. 

As versões 6×4 contam com o Disconnected Liftable Tandem (DLT), suspensor do eixo trativo, que eleva as últimas rodas quando o veículo não está carregado, diminuindo os custos com pedágios, por exemplo, e de manutenção. 

São três opções de eixos (4×2, 6×2 e 6×4).

Além disso, ele oferece nova suspensão metálica Global TufTrac, mais leve e robusta, que oferece mais carga útil, além da maior disponibilidade do caminhão. Assim, as versões 4×2 e 6×2 tem capacidade de 60 toneladas, já as 6×4, podem levar até 80, mas a lei permite “apenas” 74 toneladas. 

A transmissão também foi reformulada. A caixa, uma G291 Powershift 3 automatizada de dupla embreagem e 12 velocidades, segundo a marca, otimiza o consumo de combustível com até 12% de redução.