Mais Lidas

Bons ventos

Mercado automotivo brasileiro mostra contínua recuperação nas vendas

Em julho, o setor teve alta total de 43,61% em relação a junho

acessibilidade:
Mercado automotivo brasileiro mostra contínua recuperação nas vendas. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil.

A crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus pegou o mercado brasileiro — e mundial — em cheio. Todos os setores da indústria sentiram os impactos da recessão, com o automotivo não foi diferente. O setor estima uma redução de mais de 40% ao fim do ano. Mas as vendas mensais estão mostrando que esse número pode ser menor. 

Como nos meses anteriores, julho mostrou uma pequena recuperação, principalmente em relação a junho. Os dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) apontam que, entre os automóveis, foram comercializados 163.083 unidades no último mês, 32,84% a mais que o anterior, quando foram emplacados 122.765. 

Quando comparado com o mesmo período de 2019, a queda foi de 29,77%, bem abaixo da estimativa do setor. O que mostra que, mesmo com a crise econômica, o mercado está se recuperando. No total do ano, a queda está em 37,45% — também abaixo da estimativa — com 926.337 emplacamentos de 2020 contra 1.481.046 de 2019. 

Entre os caminhões, o resultado é ainda melhor. Na comparação julho com junho, o crescimento foi de 8,69% (11.415 contra 10.061). Mas o número importante é na relação do último mês com o mesmo período de 2019, que também foi positivo. Houve um crescimento de 0,17% (11.396 unidades emplacadas). No ano, a redução é de 19,45%, com 59.917 emplacamentos em 2020 contra 70.663 de 2019.

O mercado de motocicletas está mais parecido com o de automóveis. Em julho, foram comercializadas 85.166 unidades, alta de 85,58% em relação a junho (45.166). Comparado com julho passado, quando foram emplacadas 90.059 unidades, a redução foi de 28,37%. No acumulado do ano, a quedá está em 29,79% (435.454 contra 620.211).